Portal de cultura e política que objetiva contribuir com a análise da realidade social e o pensamento crítico.

Fio Cultural – A mulher habitada

#FioCultural | A MULHER HABITADA

Nossa indicação cultural de hoje é o livro “A MULHER HABITADA” da poetisa e romancista nicaraguense Gioconda Belli.

O romance de estreia de Gioconda foi lançado no final da década de 1980 e marca um encontro da visão da mulher inserida no “boom” literário da América Latina, cena com forte presença masculina.

O Livro conta a história de Lavínia e Itzá, duas mulheres separadas por quatro séculos de existência em um mesmo país fictício da América Latina, vivendo histórias de resistência e que abandonam o tradicional papel submisso que lhes era reservado pela sociedade. Lutam pela liberdade em contextos diferentes, mas violentos e opressores em essência.

Para contar essa história, Gioconda mergulha em suas memórias e aborda sua história como integrante da luta armada contra a ditadura instalada em seu país, Nicarágua, na década de 1970. Nesse contexto histórico, ela foi militante da Frente Sandinista de Libertação Nacional – FSLN, responsável por derrubar o ditador Anastásio Somoza, em 1979.

Para saber mais sobre essa grande obra literária e sobre a escritora, separamos dois textos com resenhas e comentários sobre a obra.

BOA LEITURA!📕

https://vermelho.org.br/2017/07/14/a-mulher-habitada-um-recorte-feminino-da-resistencia-latino-americana/

https://naomekahlo.com/a-mulher-habitada/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 pensamentos em “Fio Cultural – A mulher habitada”